quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Aconteceu na turma Sorvete - Plantio da jabuticabeira Gina Mariana

Em um delicioso dia de sol de novembro, a turma Sorvete realizou o plantio da jabuticabeira Gina Mariana!!
Já no primeiro dia de aula, ela foi plantada em um vaso, junto com as famílias e, então, repassada para a terra. A escolha do local para o seu plantio visa produzir uma sombra no solário. 
O momento foi regido pelo "maestro-jardineiro" da nossa escola, Edson! Com muita solicitude e empenho em tornar aquele momento significativo para as crianças, Edson pensou em estratégias para que elas pudessem participar, cavando, afofando a terra e, depois, regando a árvore.
Após essa vivência, a Gina Marina voltou a assumir um lugar especial em nossa rotina!  Diariamente, as crianças vão ao solário, geralmente no início do dia, para conferir a saúde da árvore, observam se ela está seca ou não, conversam com ela e compartilham observações. Em algumas ocasiões a turma foi regá-la, em outras observamos o jardineiro Edson fazer isso.
Estamos cuidando também de uma outra muda plantada ao lado da Gina Mariana, um flamboyant, doado pela família do Arthur.


Turma Sorvete muito envolvida com a experiência

Gina Mariana precisa de muita água?


Todo cuidado é pouco, hein?

As crianças, professores Ana, Carol, Pablo e Edson comemorando o plantio da Gina Mariana!

Abraços!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Jornada EAN - atividades lúdicas para o desenvolvimento social e relacionado ao ato de comer



No Centro de Referência em Educação Infantil Realengo, do Colégio Pedro II, o tema 6 da Jornada EAN possibilitou a realização da ação “Vamos brincar de restaurante?”. A ideia originou-se da proposta das crianças da turma Foguete (41), composta por crianças de 4 anos, de transformar o refeitório em um “restaurante de verdade”.

Tivemos por objetivos valorizar o momento de alimentação em uma perspectiva sociocultural, favorecer a socialização e a iniciativa das crianças no contexto da brincadeira e possibilitar a expressão das ideias e sugestões das crianças a respeito do espaço do refeitório/restaurante. 

Realizamos rodas de conversa com todas as turmas do CREIR para apresentar a ideia e ouvir das crianças seus comentários sobre o que poderia ser feito para transformar o refeitório em um restaurante. 
Momento de aprovação da ideia do restaurante pelas crianças da turma 54, na “reunião” mediada pela Coordenadora Pedagógica Liana.

Debateu-se sobre o que tem naquele espaço, que profissionais que ali atuam, como ele é organizado, dentre outras questões. Esse movimento de escuta possibilitou conhecer um pouco da diversidade de experiências culturais vividas pelas crianças e seus respectivos conhecimentos de mundo. Listaram-se inúmeras propostas de intervenção, por exemplo: colocar quadros e desenhos de comidas nas paredes, feitos pelas crianças; colocar lustres “chiques”; ter garçom/garçonete, que podem ser crianças e devem usar “uniforme e avental branco”; usar bandeja para servir; ter “chefe com chapéu” para explicar as comidas; fazer o cardápio com fotos e desenhos dos pratos; ter caixa registradora e dinheirinho; ter vaso com flores de pano para enfeitar as mesas; ter música tocando; fazer uma placa com o nome do restaurante na porta.

Registros das conversas com as crianças, em suas respectivas turmas

Uma segunda ação foi realizar a votação com os nomes levantados na conversa com cada turma, momento que contou com a participação da comunidade escolar. Em uma disputa apertada, “Comida Re re re realengo” foi o título vencedor. 
Momento da votação

A transformação do refeitório a partir das ideias levantadas pelas crianças tornou o espaço mais acolhedor e motivou o consumo dos alimentos servidos na escola. No entanto, o cuidado com o espaço do refeitório/restaurante e a valorização do momento da refeição em uma perspectiva sociocultural, que transcende a necessidade fisiológica de alimentação, permanecem como foco do trabalho pedagógico vivenciado cotidianamente.

Concluímos com um vídeo que resume um pouco das experiências vividas no decorrer da Jornada:




Até a próxima, com mais novidades sobre o restaurante COMIDA RE RE RE REALENGO!

Aconteceu no CREIR: Reunião de Responsáveis 2º Trimestre

Olá, queridas e queridos visitantes,

No sábado letivo, dia 11/11, realizamos a Reunião de Responsáveis do 2º Trimestre, que ocorreu de 08:00 às 10:00 para o turno da manhã e de 09:30 às 11:30 para o turno da tarde. O encontro teve início com a palestra da fonoaudióloga do Colégio Pedro II, Rosana, a respeito do desenvolvimento da comunicação oral na primeira infância.


Momento da palestra com Rosana -  Manhã


Momento da palestra com Rosana -  Tarde




Em seguida, os responsáveis foram para as salas das respectivas turmas. Lá, ocorreu a conversa sobre assuntos pertinentes ao grupo, apresentação das propostas desenvolvidas e entrega do portfólio, registro avaliativo das crianças neste trimestre.

Turma 31

Turma 32

Turma 41

Turma 42

Turma 43

Turma 44


Turma 45

Turma 46

Turma 51

Turma 52

Turma 53

Turma 54

Espero que tenham aproveitado este sábado!
Abraços :)

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Lançamento: Vídeo "Na Praia" (Turma Sorvete / 43)

Olá, pessoal,

Compartilhamos o lançamento do clique da música "Na Praia", da turma Sorvete (43).

Embarque também nesse passeio em alto mar!


O vídeo também está disponível na aba VÍDEOS, com outras produções elaboradas com as crianças do CREIR! Curte lá :)

Compartilhando: Saiba como montar uma lancheira saudável

Queridas famílias,

Temos conversado desde o início do ano letivo sobre a importância de investirmos em uma alimentação saudável para as crianças. Diversas iniciativas estão sendo tomadas, mas ainda observamos diariamente as crianças trazendo alimentos como: refrigerantes, balas, pirulitos, chicletes,alimentos com corantes, salgados fritos e biscoitos recheados.
Por isso compartilhamos uma reportagem para que possam contribuir ainda mais no preparo do lanche das crianças.
Contamos com vocês!!!

Saiba como montar uma lancheira saudável: nutricionista dá dicas


Salgadinhos, bolachas, bisnaguinhas e suco de caixinha são itens comuns na alimentação de muitas crianças, principalmente como lanche entre as principais refeições. O grande problema é que esses alimentos, aparentemente inofensivos, escondem riscos à saúde. Seu consumo excessivo pode causar problemas graves, como obesidade, diabete, hipertensão e dislipidemia, ou seja, elevação da gordura no sangue. Por isso, é essencial que sua ingestão seja limitada.
Como os adultos são modelos para as crianças, a alimentação de toda a família deve   ser saudável e diversificada. A refeição em casa deve ser a mais variada possível, com frutas, verduras, legumes e cereais integrais. Assim, a criança conhecerá desde cedo todos os alimentos e não vai enjoar facilmente. “Se alimentos industrializados forem rotina em casa, fica difícil evitar o consumo. É importante ensinar a criança sobre alimentação saudável desde os primeiros anos de vida, pois é nesse momento que ocorre a formação do seu hábito alimentar”, aponta Larissa Baldini Farjalla Mattar, nutricionista do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.
Para fugir desses malefícios, existem algumas dicas: reduzir a oferta desses alimentos   durante a semana e consultar um nutricionista para seguir uma reeducação alimentar. Os pais que têm dificuldade em negar guloseimas para os filhos também podem levá-los para feiras de hortifruti ou supermercados e apresentar diferentes frutas e hortaliças, de várias cores e formatos. Nesse momento, é importante comprar os alimentos que despertem o interesse da criança, assim, ela entra em contato com produtos variados e tem curiosidade de prová-los.
Mas, nada de radicalismos no momento de riscar produtos industrializados de uma   hora para outra da rotina dos filhos. “Nada precisa ser proibido, exceto o excesso. Para as crianças que já consomem guloseimas, é possível estabelecer metas. Além disso, na hora de negar um salgadinho, por exemplo, é importante explicar que esse alimento não deve ser consumido em excesso porque é prejudicial à saúde. Também é importante não negar esse tipo de alimento como castigo e não o utilizar como recompensa”, explica Larissa.

Como montar uma lancheira saudável para a escola
Normalmente é mais fácil manter uma alimentação saudável nas principais refeições. Mas, e nos lanches e passeios da escola? O que preparar para os pequenos? Segundo a nutricionista, uma lancheira saudável deve ter um lanche completo, ou seja, deve ser composto por um carboidrato (como pão, bolacha, bolo e cereal), uma fruta e um lácteo. É importante evitar repetir sempre o mesmo lanche, pois a variedade garantirá que a criança coma com mais prazer. Além disso, convide-a para ajudar na montagem, essa atitude vai incentivá-la a consumir o que levou para a escola.



Fonte:

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Aconteceu no CREIR - Visita de alunas e alunos do Instituto de Educação Sarah Kubitschek

O Centro de Referência em Educação Infantil Realengo recebeu, nos dias 17 e 24 de outubro, duas turmas do 1º ano do Curso de Formação de Professores - modalidade normal - do Instituto de Educação Sarah Kubitschek, localizado em Campo Grande.

Em cada dia, cerca de 30 alunas e alunos, acompanhados pela professora supervisora de estágios do IESK, Mariana,  conheceram nossa unidade, visitaram as salas e foram muito bem recebidos pelas crianças. Elas guiaram as/os normalistas pelos espaços do CREIR, juntamente com Liana, Coordenadora Pedagógica de Projetos.



No dia 17/10, a aluna Anita, da turma Xotê Pothê (51), guiou a turma por espaços como a Sala de Leitura...


E nossa horta, explicando para os alunos e alunas os detalhes do processo de plantação e dos cuidados realizados.


No dia 24/10, as alunas Ana Luíza e Maria Julia, da turma Foguete (41), e a professora Ana, conversam com as/os visitantes sobre a escola na sala da turma Sorvete.


Rebeca, também da turma Xotê Pothê, guiou  as/os visitantes pelos espaços do CREIR e explicou o funcionamento do refeitório.

Os visitantes puderam participar de atividades de Educação Musical das turmas 51 e 43, com o professor Ronaldo. As crianças e os professores cantaram músicas significativas dos projetos das turmas.


No dia 17/10, a turma 51 se empolgou ao apresentar a música Realengo para o grupo do IESK.




No dia 24/10, a outra turma visitante também vivenciou um pouco da aula de Educação Musical e conheceu o Hino da Educação Infantil.


No decorrer da visita, compartilhamos informações sobre a proposta pedagógica da escola e sua estrutura administrativa, abrindo espaço para questões e dúvidas levantadas pelas/os jovens.

Esperamos que a visita tenha contribuído com o processo de formação profissional e que deixe um "gostinho de quero mais"!

 Visitantes no dia 17/10

Visitantes no dia 24/10

Até breve :)

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Etapa 5 da Jornada de Educação Alimentar e Nutricional - Agricultura familiar

O Centro de Referência em Educação Infantil Realengo, do Colégio Pedro II, segue a todo o vapor na Jornada de Educação Alimentar e Nutricional, cujo tema de outubro versa sobre a agricultura familiar na escola.

Desde a concretização do plantio da nossa horta, que contou com a participação de muitas crianças e responsáveis, ampliou-se a compreensão de que plantar e se alimentar dos alimentos cultivados coletivamente assume significado positivo e afetivo para as crianças. Por outro lado, reconheceu-se a importância de estreitar as relações com os produtores de agricultura familiar da Zona Oeste, região em que nossa escola está localizada.

A Zona Oeste é considerada importante “berço” da Agroecologia Carioca. Descobriu-se que os alimentos agrícolas distribuídos em toda a cidade são, em grande medida, provenientes de bairros da região, como Campo Grande, Vargem Grande e Guaratiba.

A ação desenvolvida nesta etapa teve por objetivo valorizar o consumo de alimentos agroecológicos; privilegiar os produtos da região, a agricultura local e os alimentos da época; e contribuir para a promoção do direito humano à alimentação adequada e saudável.

Mobilizamos a comunidade escolar com a presença dos produtores de agricultura orgânica e familiar, Vanessa e seus pais, Maurício e Rose, do Quintal da Vanessa[1]. Alini, nutricionista do Colégio Pedro II, conheceu o grupo durante a sua participação no evento Semana da Alimentação Carioca e Programa Nacional de Alimentação Escolar. Naquela oportunidade, fez contato com Vanessa, que se disponibilizou a realizar uma roda de conversa com a comunidade escolar sobre agroecologia e a expor os produtos cultivados em Campo Grande.

Divulgou-se o evento para as famílias e profissionais da escola, por meio de folder informativo sobre Agroecologia, elaborado pela equipe gestora do CREIR. No dia da visita do Quintal da Vanessa, as crianças puderam conversar com os produtores, manusear os alimentos trazidos e sentir suas texturas e cheiros. Muitas ficaram encantadas ao descobrir como é o alho e a cebola “da natureza”, ver o “orégano da pizza” fresquinho e as cenouras com suas ramas verdes!

 Crianças e professora Luci, da turma Maçã, investigam os cheiros e texturas das hortaliças

 Produtora Vanessa conversa com as crianças e professora Fernanda, da turma 53

As meninas da turma 53 descobriram que existem flores comestíveis!

A roda de conversa com as famílias e educadores, por sua vez, foi uma oportunidade de aprender sobre a agricultura familiar e orgânica e debater alguns mitos como o tamanho e o preço dos produtos orgânicos. Ressaltou-se, por outro lado, os valores nutricionais e econômicos do consumo desses produtos.

A roda de conversa “Agroecologia e alimentos orgânicos” reuniu responsáveis e profissionais do CREIR

Ao final do encontro, professores, funcionários e responsáveis puderam adquirir os alimentos apresentados. Esta iniciativa resultou em uma maior proximidade com as famílias e possibilitou um primeiro contato com produtores de agricultura familiar da região. Planejamos realizar regularmente uma feira orgânica, com a parceria do Campus Realengo II, nosso vizinho, que atende ao Ensino Fundamental e Médio, e ampliar a proposta de disseminação de práticas de educação alimentar e nutricional para todo o complexo de Realengo do Colégio Pedro II.

O desafio que persiste é a possibilidade de efetivação da compra de alimentos de agricultura familiar para a merenda escolar, projeto já em discussão pelo Colégio Pedro II. Espera-se que a iniciativa do CREIR na Jornada EAN favoreça a tomada de decisão em prol de uma alimentação mais saudável e sustentável!



[1] https://www.facebook.com/quintaldavanessa/

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

O Circo do CREIR

No dia 19 de outubro, a equipe de profissionais do CREIR apresentou para as crianças um CIRCO mais que especial! Professores e funcionários se envolveram para oferecer um momento de descontração e ampliação do repertório cultural das crianças.
As apresentações ocorreram nos turnos da manhã e da tarde e divertiram as crianças com números musicais, palhaçadas, alegria e poesia!

A seguir, compartilhamos alguns registros fotográficos do Circo CREIR!


Dentro da caixinha, uma surpresa especial aguardava...

A mágica tanto tentou que...


Deu vida à bailarina!



A apresentadora animou a festa

Com a assistente Cris

com a assistente Cris
Esse trio musical

A palhaça Cy

 A plateia estava animada e atenta ao espetáculo

A abertura reuniu todos os artistas...

Em um duelo de passinho, com samba e funk

Bailarina


Cigana

Espanhola e sua dança

Bonequinha de pano que ganhou vida



Domadora e a leoa Cassandra

As meninas encenaram o poema "A Boneca", de Olavo 

Em todo circo que se preza, não pode faltar palhaçada, não é? E elas animaram a crianc

A menininha mais forte que o Super homem e o Batman!

O nosso circo foi assim...

Esperamos que as crianças também tenham curtido e compartilhado com vocês um pouco da diversão desse dia!

Até breve :)